A Notícia #4 O protesto dos taxistas em Maceió

Os taxistas que atuam na capital e no interior do Estado bloquearam, na terça-feira (15) passada, as vias que dão acesso a Maceió. Eles protestaram contra as ações de fiscalização realizadas pela Agência Reguladora de Serviços de Alagoas (Arsal). Até aí tudo bem, exceto pelo fato de que a culpa desses transtorno é quem? A ARSAL, por isso mesmo é um tanto quanto incoerente querer prejudicar as pessoas que diga-se de passagem, também é usuária dos serviços dos taxistas. Bom se a Arsal é responsável pela indignação da categoria, o que é que a população tem haver com isso?  

O presidente do sindicatos dos taxistas(Sintáxi), Ubiraci Correia falou o seguinte “Agora, além dessa questão dos passageiros, a gente tem de fazer um cadastro, pagando pelos talões com os nomes dos passageiros. Esta Arsal não tem mais o que inventar. A gente precisa trabalhar, mas não estão deixando”. O curioso é que as lideranças continuam tendo o péssimo hábito de que para garantir o seu direito, deve-se cercear o dos outros, mais uma vez repito, foi incoerente esse protesto. Fecharam tudo! e como diz o próprio presidente da categoria o povo precisavam trabalhar, mas eles também não deixaram. 

Gente, a Constituição Federal, esse livro bonito que ressalta nossos direitos e deveres, por mais que seja também incoerente se comparando-o com a realidade ele serve de base para uma sociedade justa, igualitária, uma sociedade que preza pelo direito democrático, pela liberdade de expressão (hahahahah) e também pelo direito de poder ir e vim. Querem protestar? Ótimo, já fiz muito isso, hoje vejo que pouco adianta, não desejo que fiquem acomodados e aceitem passivamente, vão a luta, protestem de frente a Arsal, foi de lá que veio as normas que causou essa revolta, esse protesto. Então é lá que tem que ser feito o apelo, não nas vias onde pessoas que pagam altos impostos, arcam com taxas elevadas das passagens do transportes público, em que , não melhorou em nada, trafegam todo os dias para trabalhar. Querer tirar esse direito não condiz com o desejo que anseio os taxistas, poder trabalhar. Todos querem isso. 

Apoio as reivindicações da categoria, também acho um absurdo, mas não concordo com a forma que querem resolver o impasse. Por fim, de nada adianta protelar o direito de ir vim das pessoas se é por esse mesmo direito que se está lutando. 

0 comentários:

Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Serão suprimidos todo e qualquer comentário com teor preconceituoso.