Acidente de ônibus deixa 18 mortes no Ceará

(Foto: Canindé Notícias)

Na noite deste domingo (18), o núcleo de Perícia Forense de Canindé confirmou a morte de 18 pessoas no acidente de ônibus que tombou quando seguia da cidade de Boa Viagem para Fortaleza. Anteriormente, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e autoridades municipais haviam informado que o número de vítimas passava de 20. Após as identificações, o número foi reduzido para 18. O acidente aconteceu às 8h45 da manhã deste domingo (18), no trecho urbano da BR- 020, no Km 304, no município de Canindé, a 115 Km de Fortaleza.

De acordo com o supervisor da Pefoce de Canindé, Paulo Granjeiro, a maioria dos corpos foi reconhecida. Dos dezoito mortos confirmados, oito corpos foram transferidos para Fortaleza. A mutilição de corpos dificultou a identificação das vítimas. "Os transferidos foram os mais mutilados no acidente. Tem a questão da logística e dos procedimentos técnicos e legais para a identificação dos corpos para serem liberados", afirmou.

Para o trabalho de identificação dos corpos, os peritos trabalharam com uma lista de 46 passageiros e dois funcionários. Todos os dez corpos que ficaram na Pefoce de Canindé foram liberados ainda no domingo (18). A maioria das vítimas morava no município de Boa Viagem. "Como fica em uma cidade vizinha, muitas pessoas são conhecidas ou conhecemos os familiares o que facilitou a identificação".

Feridos
Segundo a secretária de Saúde de Canindé, Aline Macedo, três pessoas feridas no acidente continuam internadas na cidade com quadro estável e outras 15, com lesões mais graves, foram levadas para hospitais em Fortaleza. Entre os sobreviventes do acidente, duas crianças e um bebê de oito meses saíram ilesos e foram logo liberadas do hospital.

A agricultora Mônica Moraes é uma das passageiras que ficou ferida no acidente. "Nunca pensei que ia escapar numa situação dessa. Nasci de novo. Depois que o motorista desviou, não lembro de nada". O serralheiro Iran Freitas foi um dos poucos que saiu ileso. "Eu estava com cinto de segurança na hora. A minha noiva e a minha sogra estavam sem e voaram por cima de mim".

O motorista do ônibus também sobreviveu ao acidente com ferimentos leves e prestou depoimento na tarde deste domingo (18) na Delegacia Regional de Canindé. Ele reafirmou o que disse aos policiais rodoviários federais que um motociclista à sua frente teria freado bruscamente. Na tentativa de evitar a colisão, o condutor perdeu o controle do ônibus e tombou.

Após prestar depoimento, o motorista foi liberado. Segundo a polícia, o teste de etilômetro com ele deu negativo. Uma outra testemunha do acidente foi ouvida e liberada. A delegada Giselle Martins instaurou um inquérito policial para investigar as caudas do acidente.

Durante todo o dia, equipes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) participaram do resgate. Em nota, a empresa Princesa dos Inhamuns lamentou o acidente e afirmou que "continua tomando todas as providências necessárias para o atendimento aos passageiros e aos familiares concedendo-lhes total apoio". A empresa não divulgou à imprensa o número e a lista de passageiros do ônibus.

0 comentários:

Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Serão suprimidos todo e qualquer comentário com teor preconceituoso.