Pesquisa Datafolha mostra Dilma com 34%, Aécio, 19%, e Campos, 7%

Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (6) pelo jornal "Folha de S.Paulo" indica que a presidente Dilma Rousseff (PT) tem 34% das intenções de voto, contra 35% dos 11 demais pré-candidatos somados.
O segundo colocado é o senador Aécio Neves (PSDB-MG), com 19% das intenções de voto. Em terceiro lugar, aparece o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), com 7%.
No levantamento anterior do Datafolha, realizado em maio, Dilma tinha 37% das intenções de voto, Aécio, 20%, e Campos, 11%.
O percentual de entrevistados que disseram não saber em quem votar ou que não responderam aumentou de 8% para 13% entre a pesquisa de maio e a deste mês. Brancos e nulos eram 16% e agora são 17%.
O quarto colocado, pastor Everaldo (PSC), apareceu com 3% em maio e agora tem 4%.
Veja os números do Datafolha:
- Dilma Rousseff (PT): 34%
- Aécio Neves (PSDB): 19%
- Eduardo Campos (PSB): 7%
- Pastor Everaldo (PSC): 4%
- Magno Malta (PR): 2%
- Denise Abreu (PEN): 1%
- Eduardo Jorge (PV): 1%
- José Maria (PSTU): 1%
- Randolfe Rodrigues (PSOL): 0%
- Eymael (PSDC): 0%
- Levy Fidelix (PRTB): 0%
- Mauro Iasi (PCB): 0%
- Brancos/nulos/nenhum: 17%
- Não sabe: 13%

A pesquisa do Datafolha foi realizada entre os dias 3 e 5 de junho. Foram entrevistadas 4.337 pessoas em 207 cidades do país. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que o instituto tem 95% de certeza de que os resultados obtidos estão dentro da margem de erro.
A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00144/2014.
Fonte: G1

0 comentários:

Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Serão suprimidos todo e qualquer comentário com teor preconceituoso.