Al Jazeera debate a desigualdade em Fortaleza antes de Brasil x Colômbia

A rede de televisão árabe "Al Jazeera" visitou Fortaleza para debater a desigualdade social na cidade do jogo entre Brasil e Colômbia pelas quartas de final da Copa do Mundo. Segundo o correspondente do canal no Brasil, Gabriel Elizondo, na "capital brasileira do surfe", uma das capitais brasileiras que mais atraem turistas, as "profundas divisões econômicas permanecem escondidas nas sombras" (assista à reportagem, em inglês).

Ele visitou uma comunidade onde vivem 500 famílias, em meio a esgoto a céu aberto, ratos e mosquitos da dengue. Mais de 90 casas no local foram destruídas para a construção de uma linha de trem, parte do projeto de mobilidade da Copa do Mundo para a cidade.
Muitos moradores recusaram o pagamento de 30 mil dólares (cerca de R$ 65 mil) do governo para deixarem suas casas. Eles dizem que o valor é baixo demais, afirma o repórter. De acordo com ele, do outro lado da linha, apartamentos são vendidos a mais de R$ 800 mil.
O resultado da obra ainda não chegou: mesmo com a Copa chegando em suas fases finais, a obra ainda está inacabada, e deixou "um cenário de guerra" na região.
A reportagem lembra que, segundo dados oficiais do governo, os projetos sociais do Brasil retiraram 36 milhões de pessoas da pobreza na última década. Mas, em Fortaleza, "a Copa aumentou o contraste entre ricos e pobres", diz uma moradora local.
Fonte:G1

0 comentários:

Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Serão suprimidos todo e qualquer comentário com teor preconceituoso.